Notícias | Toronto, 06/05/2019

Nova biografia de Justin Trudeau antes das eleições

Justin Trudeau é o primeiro-ministro do Canadá e lutará por um segundo mandato em outubro desse ano. John Ivison é um dos colunistas políticos mais famosos do país e publicará um livro novo sobre Trudeau em agosto. A Signal/McClelland & Steward, editora da Penguin Ranom House Canada, publicará o livro sob o título "Trudeau: A educação de um Primeiro Ministro".

A editora promete um livro que será considerado uma leitura obrigatória, especialmente no período que antecede as eleições de outubro. Trudeau, que muitas vezes é visto como um político e homem com boas intenções, terá que ser avaliado com base nos resultados de suas políticas pela primeira vez este ano. Apesar de ser bem-visto além das fronteiras do Canadá, muitos estão desapontados com as condições do país sob sua liderança. O déficit inflacionário, a implementação de um imposto sobre o carbono, a renúncia de dois dos principais ministros e a relação desgastada com a China levantaram sérias questões, mesmo dentro do seu próprio partido. Apesar de sua reeleição parecer uma aposta certa por um longo tempo, hoje já não é mais assim. 

John Ivison é conhecido no Canadá desde 2003, primeiramente como colunista político do National Post e, pelos últimos três anos, como chefe do escritório de Ottawa da Postmedia. Ele assistiu Trudeau evoluir como político e líder em casa e no exterior. Desde a primeira entrevista com Trudeau em 2006, os dois se encontraram em várias outras ocasiões. Nenhum outro jornalista teve uma oportunidade de conhecer Trudeau como Ivison teve e nenhum outro jornalista seria capaz de mapear a transformação do primeiro-ministro. O autor não se tornou nada acrítico do político. Pelo contrário, Ivison conclui que Trudeau sempre foi manipulador – bom em entender os sentimentos dos outros e brincar com eles. Tornou-o um político formidável, mas alguém que ainda pode ser desfeito ao elevar as expectativas alto demais; ao prometer transformar um país que foi projetado para suportar a mudança. Ao mesmo tempo, fica claro que as coisas que tornam Trudeau forte também são suas maiores fraquezas: o sobrenome famoso – seu pai foi primeiro-ministro de 1968 a 1984 – e sua vida repleta de privilégio e impulsividade.