Notícias | Nova York, 04/12/2018

"Minha História": livro é best-seller de 2018 após duas semanas

Não importa que dezenas de livros estejam por 46 semanas consecutivas no topo da lista de best-sellers do "New York Times Book Review, "Minha História" levou apenas duas semanas para eclipsar todos eles e se tornar o livro mais vendido do ano de 2018. As memórias de Michelle Obama acabaram de ultrapassar dois milhões de cópias vendidas - e isso apenas nos Estados Unidos e no Canadá. Conforme relatamos, a Penguin Random House trouxe as histórias da ex-primeira dama dos Estados Unidos para as livrarias de todo o mundo no dia 13 de novembro.

De acordo com o NDP Book Scan, as vendas totais de "Minha História" já vendeu mais cópias do que qualquer outro livro e em todos os formatos (impressos, digitais, audiolivros) nos Estados Unidos e no Canadá em 2018. A tiragem do best seller já chega a 3,4 milhões de cópias. Depois de apenas duas semanas, a sexta edição impressa do livro foi lançada.

Como esperado, o livro “Minha História” conquistou o topo do ranking de best-sellers do New York Times assim que chegou ao mercado e continua a liderar o ranking de best-sellers dos EUA. "Minha História" é atualmente o indisputável número 1 nas listas de best-seller do USA Today e Publishers Weekly.

E é que a história de sucesso da ex-primeira dama não se limita de forma alguma à sua terra natal e ao vizinho Canadá. Pelo contrário, “Minha História” também lidera os rankings de best-sellers na Inglaterra, Alemanha, França, Itália, Holanda, Espanha, Dinamarca, Noruega, Finlândia e Grécia. As memórias também estão entre os livros mais vendidos  na Austrália, Israel, Coréia, Taiwan e África do Sul.

No momento, o sucesso mundial de “Minha História” não aparenta ter fim – pois, de um lado, o Natal está logo aí e, por outro lado, a própria Michelle está impulsionando as vendas com uma tour que não tem precedentes no mundo (os livros. Obama falará em arenas com ingressos esgotados em 10 cidades dos Estados Unidos.

Ontem, Obama viajou para Londres onde falou para de mais de 4 mil pessoas em um evento organizado pela Penguin Random House UK. No entanto, a ex-primeira-dama teve que cancelar suas visitas a Paris e Berlim, marcadas para esta semana. A razão é o funeral do ex-presidente dos EUA, George H. W. Bush, a quem Obama chamou de "exemplo para todos nós".

"Minha História" foi publicado pela Crown Publishing nos Estados Unidos e no Canadá. Na Grã-Bretanha, a editora é a Viking; na Alemanha, Goldmann. Ambas as editoras pertencem à Penguin Random House e à Verlagsgruppe Random House, respectivamente. Pinguim Random House Grupo Editorial foi encarregado de publicar "Minha História" no mundo de língua espanhola; Companhia das Letras, no Brasil. No total, as memórias de Michelle Obama foram publicadas até agora em 31 idiomas.