Press Release | Gütersloh, 06/11/2019

As empresas em crescimento e os negócios digitais proporcionam à Bertelsmann aumento nas receitas

  • Receitas crescem 3,3%, atingindo 12,8 bilhões de euros após nove meses
  • Negócios em expansão mostram crescimento orgânico de 8%, para 4,6 bilhões de euros
  • A contribuição dos negócios em expansão para as receitas do Grupo aumenta para mais de 35%
  • Progresso estratégico em todas as divisões
  • Previsão para o ano inteiro confirmada

A Bertelsmann registra um desenvolvimento bem-sucedido em seus negócios nos primeiros nove meses de 2019. A empresa internacional de mídia, serviços e educação aumentou sua receita e, em sua maior parte, organicamente. Esse desenvolvimento positivo deve-se ao crescimento dos negócios digitais e de expansão do Grupo.

As receitas do grupo aumentaram 3,3% em relação ao mesmo período do ano anterior, atingindo 12,8 bilhões de euros (ano anterior: 12,4 bilhões de euros). Ajustada pelos efeitos das mudanças no portfólio e pelo impacto das taxas de câmbio, a receita orgânica cresceu 2,4%. Os negócios em crescimento da Bertelsmann melhoraram significativamente, com um crescimento da receita orgânica de 8%, para 4,6 bilhões de euros (ano anterior: 4,2 bilhões de euros). No total, eles contribuíram com mais de 35% para a receita total do Grupo, depois de 33% no ano anterior.

O desempenho de nossos negócios até agora nos deixam otimistas quanto ao alcance das metas para o ano de 2019. A expansão de nossos negócios em crescimento e atividades digitais está progredindo visivelmente", disse Thomas Rabe, presidente e CEO da Bertelsmann. "Todas as divisões corporativas estão fazendo progressos estratégicos. Uma prioridade especial tem sido a aumento de parcerias e alianças, por exemplo, a Bertelsmann Content Alliance na área conteúdo e a Ad Alliance na área de marketing publicitário. É uma boa base para que os negócios continuem a se desenvolver positivamente no quarto trimestre, o que é muito importante para a Bertelsmann".

Destaques das divisões

O RTL Group registrou 1,4 milhão de assinantes pagantes por seus serviços de streaming (os serviços pagos TV Now na Alemanha e Videoland na Holanda), um aumento de 50% em relação ao ano anterior. Os tempos de exibição do TV Now na Alemanha e da Videoland na Holanda também aumentaram em 27% e 59%, respectivamente.

A Penguin Random House colocou vários títulos no topo das listas de best-sellers do New York Times nos primeiros nove meses de 2019, incluindo “Where The Crawdads Sing” de Delia Owen; "Educated" de Tara Westover; "The Testaments", de Margaret Atwood; e "Becoming", de Michelle Obama.

A Gruner + Jahr expandiu seu portfólio de revistas de lifestyle: “Brigitte” lançou uma colaboração com a conhecida psicoterapeuta e autora de best-sellers Stefanie Stahl. A G + J também lançou o "Stern Crime Plus", o primeiro modelo de assinatura paga para jornalismo digital.

Os artistas e compositores da BMG - incluindo Lewis Capaldi, Zac Brown Band, Tool, Pixies, Chrissie Hynde, Kylie Minogue e Trettmann - foram sucesso de vendas durante o período. O documentário da BMG "David Crosby: Remember My Name" teve uma estréia bem-sucedida nos EUA.

A Arvato Supply Chain Solutions conquistou vários novos clientes e a Arvato Financial Solutions iniciou o desenvolvimento de uma plataforma digital “know your customer”, com o objetivo de diminuir significativamente a carga de trabalho de empresas e bancos.

O Bertelsmann Printing Group fortaleceu sua estrutura organizacional entre divisões, criando a base organizacional para uma abordagem de uma única empresa. A administração também iniciou medidas para ajustar gradualmente as capacidades do negócio de impressão de rotogravura às realidades do mercado.

O Bertelsmann Education Group continuou seu bem sucedido desenvolvimento de negócios. Como parte da campanha de educação digital #50000Chances, Bertelsmann e Udacity, a universidade online do Vale do Silício, anunciaram que concederiam cerca de 50 mil bolsas de estudos nos campos de Nuvem, Dados e Inteligência Artificial nos próximos três anos.

No final de setembro, a Bertelsmann Investments detinha 225 participações em empresas e fundos emergentes por meio de seus quatro fundos internacionais. No período em análise, a Bertelsmann Asia Investments (BAI) participou na plataforma de comércio eletrônico Ding Dong Fresh, que permite aos clientes solicitar entregas de alimentos frescos por meio de um aplicativo. O Bertelsmann India Investments (BII) investiu no mercado de crédito online Rupeek, que atualmente se concentra em empréstimos de ouro como garantia.

"Estamos satisfeitos com o desempenho positivo dos negócios no final de setembro de 2019", acrescentou Bernd Hirsch, diretor financeiro da Bertelsmann. "Nesse cenário, esperamos um aumento no lucro líquido, alta rentabilidade operacional e lucros das empresas que, mais uma vez, excederá um bilhão de euros".

Sobre a Bertelsmann

A Bertelsmann é uma empresa de mídia, serviços e educação que atua em cerca de 50 países no mundo todo. O conglomerado empresarial compreende o grupo televisivo RTL Group, o grupo de editoras de livros Penguin Random House, a editora de revistas Gruner + Jahr, a empresa de música BMG, a prestadora de serviços Arvato, o Bertelsmann Printing Group, o Bertelsmann Education Group e a rede internacional de fundos Bertelsmann Investments. Com 117 mil colaboradores, a empresa registrou no exercício de 2018 um faturamento de 17,7 bilhões de euros. A Bertelsmann é sinônimo de espírito empreendedor e criatividade. Tal combinação viabiliza conteúdos de mídia da mais alta qualidade e soluções inovadoras em serviços que encantam clientes em todo o mundo.