Press Release | Gütersloh, 31/08/2017

Pela primeira vez, lucro operacional do Grupo Bertelsmann no primeiro semestre ultrapassa meio bilhão de euros

  • Aumento do faturamento para 8,1 bi. de euros
  • Negócios em crescimento com um aumento de 9% no faturamento
  • EBITDA operacional de 1,1 bilhão de euros mantém-se estável em alta
  • Atividades de investimento de 643 milhões de euros sobem novamente
  • Avanços em todos os eixos estratégicos
  • Conclusão do aumento das participações na Penguin Random House planejada para o 4º tri
  • Confirmada perspectiva positiva para o ano vigente

A Bertelsmann fecha com sucesso o primeiro semestre de 2017: a empresa internacional de mídia, serviços e educação registrou aumento do faturamento, EBITDA operacional em alta e, pela primeira vez em um semestre, um resultado operacional de mais de 500 milhões de euros para o grupo. A empresa teve novos avanços na implementação da sua estratégia de crescimento e fechou, entre outros, um aumento na sua participação na Penguin Random House, o maior grupo editorial do mundo, para a maioria estratégica de 75%.

No período reportado, a Bertelsmann registrou aumento de 2,1% no faturamento do grupo, que foi de 8,1 bilhões de euros (1º sem 2016: 8,0 bilhões de euros). O crescimento orgânico subiu para 1,4% (1º sem 2016: 1,3%). Teve destaque positivo o desempenho dos negócios televisivos digitais do RTL Group, das atividades digitais da Gruner + Jahr e ainda da BMG, da Arvato SCM Solutions e do Bertelsmann Education Group. Os negócios em crescimento registraram aumento de 9% no faturamento, para 2,7 bilhões de euros (1º sem de 2016: 2,3 bilhões de euros). Com isso, pela primeira vez eles obtiveram uma participação de mais de 30% no faturamento total.

Com 1,10 bilhão de euros, o EBITDA operacional (1º sem de 2016: 1,11 bilhão de euros) manteve-se próximo ao nível recorde do período do ano anterior, embora este último tenha sido influenciado por um efeito positivo de 43 milhões de euros do RTL Group. Os prejuízos iniciais no setor digital e em novos negócios no primeiro semestre perfizeram 37 milhões de euros apenas no RTL Group e no Bertelsmann Education Group.

O resultado do grupo atingiu a soma de 502 milhões de euros (1º sem de 2016: 482 milhões de euros). Com ganhos de capital de 63 milhões de euros, o fundo Bertelsmann Asia Investments (BAI) prestou nova contribuição relevante para o resultado.

Thomas Rabe, presidente da Bertelsmann, afirma: "A Bertelsmann teve um primeiro semestre de sucesso. O aumento do faturamento e do resultado bem como a melhoria do nosso perfil de crescimento foram o resultado da implementação coerente de nossa estratégia. Nesse sentido, merece destaque especial o aumento das participações na Penguin Random House, que preparamos nos últimos meses e executaremos agora no segundo semestre. No futuro, a Bertelsmann deterá a maioria estratégica de três quartos de participação no maior grupo editorial do mundo – e, assim, terá as melhores condições para seguir desenvolvendo com sucesso essa atividade principal, que constitui sua identidade."

No ano corrente, a Bertelsmann atingiu progressos significativos em todos os quatro eixos estratégicos – fortalecimento dos negócios centrais, transformação digital, ampliação das plataformas em crescimento e expansão nas regiões em crescimento, como enfatiza Thomas Rabe. 

A Bertelsmann fortaleceu sua atividade principal especialmente na área editorial de livros com o aumento anunciado das participações na Penguin Random House de 53% para futuros 75%. A conclusão da aquisição das participações está planejada para o quarto trimestre de 2017. A Penguin Random House posicionou 263 títulos nas listas de mais vendidos do jornal "New York Times", 37 deles na primeira posição. Os negócios em língua espanhola do grupo editorial internacional estão sendo ampliados com a aquisição do grupo editorial Ediciones B. Além da Penguin Random House, outros negócios centrais expandiram suas atividades: as famílias de emissoras do RTL Group aumentaram sua cota de audiência e publicidade, tanto na Alemanha quanto na França. A Gruner + Jahr lançou, entre outros, a nova revista Hygge. As capacidades do Bertelsmann Printing Group foram utilizadas ao máximo.

A Bertelsmann prosseguiu na transformação digital dos seus negócios. O RTL Group anunciou a aquisição total da empresa de tecnologia publicitária SpotX. O grupo também elevou, entre outros, suas participações na empresa de tecnologia publicitária VideoAmp; a G+J continuou ampliando a plataforma de descoberta de aplicativos AppLike. Comparativamente ao período do ano anterior, no primeiro semestre deste ano, o RTL Group elevou 47% do seu lucro digital para 389 milhões de euros, assim como a Gruner + Jahr nos seus principais mercados, com alta de 23% para 128 milhões de euros. Pelas mídias sociais, as empresas da Bertelsmann passaram a alcançar, juntas, mais de dois bilhões de seguidores mundialmente.

A plataforma em crescimento Fremantle Media foi sucesso de audiência global especialmente com a nova série American Gods. A BMG adquiriu o BBR Music Group em Nashville, na maior aquisição única na indústria fonográfica desde a fundação da subsidiária musical. Além disso, a empresa fechou contratos com artistas proeminentes como Kylie Minogue e Fergie. A Arvato ampliou sua rede internacional de logística com novas unidades na Alemanha, nos Países Baixos e nos EUA, além de investir na startup de fintech Solaris Bank. As atividades educacionais também desenvolveram-se positivamente: o serviço educativo on-line Relias Learning cresceu tanto organicamente quanto por aquisições, enquanto a Udacity conseguiu mais que duplicar o número de estudantes no período reportado.

A Bertelsmann ampliou sua presença nas regiões em crescimento. Nos primeiros seis meses deste ano, a BAI realizou dez novos investimentos. A Bertelsmann India Investments investiu na empresa indiana de educação Eruditus. Também na Índia, a Arvato adquiriu a startup de análise de dados Ramyam e, no Brasil, aumentou suas participações na empresa de serviços financeiros Intervalor para mais de 80%. 

O resultado das medidas estratégicas é a elevação nítida no perfil de crescimento da Bertelsmann: a participação dos negócios de forte crescimento no faturamento do grupo subiu para 31% (1º sem de 2016: 29%), enquanto a dos negócios estruturalmente deficitários manteve-se em cerca de 4%. A médio prazo, os negócios de forte crescimento devem contribuir para um faturamento de cerca de 40%.

Bernd Hirsch, diretor financeiro da Bertelsmann, explica: "A Bertelsmann tem posição financeira sólida e alta cota de capital próprio, de 42%. Mesmo depois do aumento das participações na Penguin Random House, prosseguiremos com nossa política financeira conservadora e nos guiando pelos objetivos financeiros que definimos. Estamos confiantes em relação ao desenvolvimento operacional no restante do ano e contamos novamente com uma rentabilidade operacional alta, bem como um resultado do grupo de mais de um bilhão de euros".

Visão geral dos números (em milhões de euros)

 Jan 1, 2017 -
June 30, 2017
Jan 1, 2016 to
June 30, 2016
Faturamento do grupo8,1347,966
EBITDA operacional das divisões
Corporate / Consolidações
EBITDA operacional
1,116
(17)
1,099
1,160
(49)
1,111
Itens extraordinários(15)-
EBIT (resultado antes de juros e impostos)805805
Resultado Financeiro(105)(117)
Resultado antes de imposto700688
Despesa com tributação sobre os lucros(197)(206)
Resultado depois de impostos das operações descontinuadas(1)-
Resultado do grupo502482
 
Investimentos (incluindo passivos financeiros)

 
643
 
605
 Saldo em
30/6/2017
Saldo em
31/12/2016
Endividamento6,2915,913

Sobre a Bertelsmann

A Bertelsmann é uma empresa de mídia, prestação de serviços e educação que atua em cerca de 50 países no mundo todo. O conglomerado empresarial compreende o grupo televisivo RTL Group, o grupo de editoras de livros Penguin Random House, a editora de revistas Gruner + Jahr, a empresa de música BMG, a prestadora de serviços Arvato, o Bertelsmann Printing Group, o Bertelsmann Education Group e a rede internacional de fundos Bertelsmann Investments. Com 116 mil colaboradores, a empresa registrou no exercício de 2016 um faturamento de 17 bilhões de euros. A Bertelsmann aposta na criatividade e no espírito empreendedor. Tal combinação viabiliza conteúdos de mídia da mais alta qualidade e soluções inovadoras em serviços que encantam clientes em todo o mundo.