Press Release | Gütersloh, 11/01/2018

Bertelsmann amplia rede global de startups

  • Mais de 70 investimentos em 2017
  • Participação em mais de 160 startups inovadoras e fundos de investimentos em todo o mundo; contribuição relevante para o lucro líquido do Grupo
  • Os investimentos se concentram nas regiões de crescimento estratégico da China, Índia, Brasil e na América do Norte

A Bertelsmann expandiu ainda mais sua rede global de investimentos em startup. No ano passado, o grupo internacional de mídia, serviços e educação realizou mais de 70 investimentos em todo o mundo através dos fundos de sua divisão Bertelsmann Investments. Ao mesmo tempo, a empresa completou uma série de saídas e os lucros com a venda desses investimentos - principalmente pelo fundo Bertelsmann Asia Investments (BAI) na China - contribuíram para o lucro líquido do Grupo. Ao todo, no final do ano, a Bertelsmann possuía participações em mais de 160 startups inovadoras e fundos de investimento.

"Os investimentos em novas empresas digitais com modelos de negócios inovadores desempenham um papel importante na implementação da nossa estratégia", afirmou Thomas Rabe, presidente e CEO da Bertelsmann. "Com esses investimentos, asseguramos tanto a transferência de conhecimento sobre as tendências digitais que nos ajudam na transformação quanto sobre os mercados promissores. Expandimos massivamente a nossa rede de investimentos nos últimos anos, especialmente nas nossas regiões estratégicas em crescimento da China, Índia e Brasil e demonstramos repetidamente que somos um parceiro ideal para fundadores inovadores que querem expandir suas atividades", finalizou.

Os aproximadamente 70 investimentos em startups e fundos de investimento que a Bertelsmann fez em 2017 incluíam participações no provedor de educação Eruditus na Índia, o aplicativo de compartilhamento de bicicletas Mobike na China, e a empresa de vídeos Wibbitz nos EUA. No Brasil, o Grupo, juntamente com seu parceiro Bozano Investimentos, aumentou sua participação na Medcel, um provedor de cursos de preparação para estudantes de medicina. A maioria das startups opera em linhas de negócios relevantes para o Grupo, incluindo ofertas de mídia inovadoras e serviços na área de comércio eletrônico e educação.

A divisão corporativa na China, a Bertelsmann Asia Investments (BAI), foi especialmente bem sucedida no ano passado. A BAI - a qual a revista chinesa de negócios "CBN Weekly" nomeou, mais uma vez, como um dos melhores fundos de capital de risco do país em 2017 - apoiou os IPOs de quatro de suas participações: em setembro, a plataforma de estilo de vida premium Secoo estreou na troca de tecnologia de Nova York Nasdaq; em novembro, o fornecedor de serviços online e financeiro Yixin Group tornou-se público na Bolsa de Valores de Hong Kong. Em dezembro, dois outros investimentos da BAI tiveram sua oferta pública inicial na Nasdaq: a empresa fintech Lexin e a plataforma de marketing digital iClick.

Sobre a Bertelsmann

A Bertelsmann é uma empresa de mídia, prestação de serviços e educação que atua em cerca de 50 países no mundo todo. O conglomerado empresarial compreende o grupo televisivo RTL Group, o grupo de editoras de livros Penguin Random House, a editora de revistas Gruner + Jahr, a empresa de música BMG, a prestadora de serviços Arvato, o Bertelsmann Printing Group, o Bertelsmann Education Group e a rede internacional de fundos Bertelsmann Investments. Com 116 mil colaboradores, a empresa registrou no exercício de 2016 um faturamento de 17 bilhões de euros. A Bertelsmann aposta na criatividade e no espírito empreendedor. Tal combinação viabiliza conteúdos de mídia da mais alta qualidade e soluções inovadoras em serviços que encantam clientes em todo o mundo.